As viagens ao exterior são muito comuns no mundo empresarial. É nesse momento que as grandes empresas fecham negócios e as companhias em crescimento começam a formar as suas primeiras parcerias. Porém, é preciso ficar atento quanto aos documentos necessários, por isso, é importante saber como tirar o visto.

A preparação da viagem é muito mais do que apenas comprar as passagens e reservar hotéis. Existem alguns procedimentos que devem ser realizados anteriormente, como fazer o passaporte e retirar o visto. Afinal, apenas com esses documentos em mãos podemos entrar em outros países.

Como esse tema apresenta muitas especificidades, é preciso tomar cuidado e ficar atento aos detalhes. Você quer saber tudo que é preciso para tirar o visto de viagem? Continue lendo o nosso texto e saiba como pedir essa permissão.

O que é o visto?

Para começar, precisamos saber que o visto é uma permissão que o viajante deve pedir antes de embarcar no avião. Esse é o comprovante de que você está apto para entrar em um determinado país.

É nessa permissão que será identificado por quanto tempo é possível ficar no destino, qual o objetivo da viagem, o território que pode ser percorrido, número de visitas e até mesmo o prazo de validade para a visita. Como se pode perceber, cada visto é único e serve para diferentes situações específicas.

Qual é a finalidade do visto?

Os vistos são concedidos exclusivamente pelos órgãos do governo em um determinado país. Assim, são as autoridades daquele lugar que regulam e determinam quem pode ou não entrar em seu território.

Essas determinações são feitas a partir de acordos e até mesmo da participação de tratados internacionais feitos pelo governo. Quando o visto é solicitado, o representante do país avalia se o motivo pelo qual o visto está sendo pedido é válido para a concessão.

A imposição do visto de entrada é para o controle de imigração legal, como forma de manter a segurança nacional. Pode ser também uma resposta à restrição de vistos pedidos para os seus cidadãos.

Isso pode variar de acordo com a situação dentro do próprio país, pois os países mais ricos limitam mais a concessão de vistos a países mais pobres ou com instabilidade governamental, por acreditarem que essas pessoas possam querer ficar no seu território.

Quais são os tipos de visto disponíveis?

Como mencionamos no tópico anterior, cada visto apresenta uma finalidade e, para isso, é preciso informar à embaixada ou ao consulado qual o objetivo com aquela visita. A partir da apresentação de documentação e até mesmo entrevista, esses órgãos avaliam se o pedido está dentro dos conformes.

Confira quais são os tipos de vistos disponíveis.

Visto de trânsito

Essa permissão serve apenas para quem está passando por aquele país, como no caso de uma escala, e esse visto tem validade de até três dias.

Visto de turista

Esse tipo de visto é para as pessoas que não estão de passagem por aquele país e permanecerão por mais alguns dias sem exercer nenhuma atividade relacionada ao trabalho. A sua validade varia de acordo com cada país.

Visto de estudante

É destinado às pessoas que farão algum curso naquele país, como estudar em escolas, universidades, fazer cursos de curta duração ou longa duração. O prazo varia de acordo com o tempo do curso e é importante apresentar os documentos relativos à matrícula na instituição como forma de comprovar o seu vínculo.

Visto de negócio

Essa permissão é para as pessoas que vão exercer alguma atividade comercial naquele país. Geralmente é destinado a pessoas que fazem alguma compra e visitam clientes. Esse caso pode se estender às pessoas que vão realizar algumas outras atividades, como pesquisa, trabalho voluntário e palestras.

Visto de trabalho

Diferentemente do visto de negócios, esse é destinado às pessoas que de fato vão trabalhar dentro do território daquele país. Com ele é possível exercer as atividades de forma legal, por isso, é importante que você saiba falar bem inglês ou a língua local. Se você for pedir o visto já com o contrato assinado com alguma empresa, a sua expedição costuma ser mais fácil.

Visto de jornalista

É para os profissionais que atuam enquanto jornalistas e que almejam realizar alguma reportagem no exterior. Ele se estende à equipe que vai trabalhar na execução da atividade jornalística, como cinegrafistas, fotógrafos e editores.

Visto diplomático

Essa autorização é destinada às pessoas que estão em viagens oficiais e que possuem o passaporte diplomático.

Visto de noivo

É indicado para pessoas de diferentes nacionalidades que vão se casar. Essa permissão é válida apenas por alguns dias antes da cerimônia e é preciso comprovar a existência do relacionamento.

Como tirar o visto?

Como mencionamos, cada governo determina quais os documentos são relevantes na hora de solicitar o visto. Para identificar quais são necessários, é indicado acessar o site da embaixada ou consulado do país de destino.

Com base em acordos, o passaporte brasileiro tem isenção de visto de turismo para mais de 150 países. Porém, isso não significa que você não precisa apresentar alguns documentos que comprovem o objetivo da sua viagem. Confira a relação do Brasil com outros países.

O procedimento para tirar o visto é o mesmo para qualquer país?

As formas de solicitar o visto variam de acordo com os acordos feitos entre o Brasil e demais países. Alguns permitem o livre acesso em um determinado período de acordo com o objetivo da viagem, como turismo e negócios. É preciso saber o tipo de viagem que você está pretendendo para solicitar a liberação correta.

Visto para os Estados Unidos

O primeiro passo é o preenchimento do formulário D2-160, que está disponível no site da Embaixada Americana. As perguntas são feitas em inglês, mas podem ser traduzidas para o português. Após o pagamento da taxa é preciso que o requerente agende uma entrevista pessoal no consulado e leve a documentação necessária.

Visto para a Europa

Nos países da União Europeia, o visto é solicitado apenas para quem ultrapassar o período de 90 dias. Após esse prazo é preciso solicitar o visto para o consulado de cada país. Caso o prazo de 90 dias termine e o visto não seja solicitado, o viajante deve esperar 180 dias para entrar novamente na Europa.

Visto para o Canadá

Desde 2017, o país não exige visto de turismo para entrar em seu território, caso você já tenha o visto que permite a entrada nos Estados Unidos. Para os outros é preciso preencher os formulários disponíveis no site da embaixada, criar uma conta no site de Cidadania e imigração, enviar os documentos e pagar a taxa.

Visto para a América Latina

Para os países que integram o Mercosul, além do Chile, não é necessário solicitar visto. Assim, os brasileiros podem entrar portando apenas a sua identidade nacional, para turismo e viagens de negócios. Já na Bolívia, para o turismo, a dispensa de visto vale por até 30 dias, mas, para negócios, o visto é exigido.

Visto para o Reino Unido

Para entrar na Escócia, Inglaterra, Irlanda do Norte e no País de Gales não é preciso solicitar o visto com antecedência. A liberação é feita na chegada ao país, quando se passa pela imigração. Porém, isso não exclui a necessidade de apresentar informações como lugar de hospedagem, passagens e demais documentos.

Quanto custa para tirar o visto?

As taxas podem variar para cada um deles e de acordo com o visto. É importante saber qual o destino para conseguir fazer esse pagamento antecipadamente, pois muitos deles solicitam que isso seja feito antes de partir para as outras etapas.

América do Norte

No caso dos EUA, o valor da taxa é de US$ 160. No Canadá, o custo de CAD$150 é destinada à permissão de estudo; para o trabalho, o valor sobe para CAD$155. Além disso, desde 2018, o Canadá exige que os visitantes façam biometria e tirem foto para registro, que ficam no valor de CAD$85 por pessoa ou CAD$170 por família.

Europa

Caso a viagem seja feita entre os 90 dias, não é preciso fazer a solicitação. Porém, a partir de 2021, os brasileiros devem solicitar uma autorização de viagem online para entrar no Espaço Europeu de Livre Circulação (Espaço Schengen) e pagar uma taxa no valor de 7 euros por pessoa.

O que fazer para não ter visto negado?

O mais importante para evitar que o visto seja negado é solicitar o visto certo para a sua viagem. É importante conhecer o processo e cumprir cada etapa em seu tempo para não perder a chance. Além disso, não se esqueça de apresentar todos os documentos que forem relevantes.

Se a viagem tiver como foco o turismo, apresente os comprovantes de hotéis, passeios e passagens de volta. Isso mostra que você não tem planos de ficar naquele país. Caso a viagem seja a negócios, você pode solicitar que a empresa a ser visitada lhe envie uma carta convidando-o para ir à sua sede.

Fazer esse tipo de procedimento requer pesquisa para evitar problemas na hora de solicitar o visto. Por isso, agências de viagens online conseguem garantir agilidade e menos trabalho no pedido e promover a melhor experiência no processo. Afinal, saber como tirar o visto é muito importante para as empresas que não querem perder tempo na hora de realizar viagens internacionais.

Quer saber como fazer o seu planejamento? Saiba como elaborar políticas de viagens corporativas internacionais.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *