O cashback é a forma de receber de volta parte do seu dinheiro gasto em uma compra ou na contratação de algum serviço. Esse programa tem como objetivo fidelizar os clientes, pois ao invés de oferecer pontos para a troca produtos ou milhas, o usuário recebe o dinheiro em sua conta ou como forma de desconto em compras futuras.

Esses sistemas de vantagens já existem no Brasil e podem ser benéficos para empresas, quando empregado na gestão das despesas corporativas. As companhias que oferecem viagens para os colaboradores podem usufruir desse serviço recebendo um crédito que pode ser usado nas aquisições posteriores.

Quem compra é beneficiado e quem vende se destaca entre a concorrência. Quer saber mais sobre o assunto e se existe alguma tributação no cashback? Continue lendo nosso texto e fique por dentro!

De onde vem o dinheiro do cashback?

Se você quer reaver parte do dinheiro das compras, é preciso se cadastrar em empresas que oferecem esse tipo de serviço e que realizam o trâmite. Nem todas os sites de compras online disponibilizam esse programa, por isso as empresas de cashback encaminham você aos sites parceiros.

Ao direcionar o possível cliente ao site de um parceiro, a empresa de cashback recebe uma comissão. As empresas de e-commerce pagam a ajuda que elas recebem e uma parte desse dinheiro é repassado ao cliente como forma de recompensa. Como apenas parte do dinheiro é recebido, o saldo fica acumulado até chegar a um valor mínimo para ser resgatado. Essas transações são feitas gratuitamente para o consumidor e o depósito é feito uma vez por mês.

Há incidência de tributação no cashback?

Como sabemos, os empreendedores devem fazer uma escolha do regime fiscal para sua empresa e, para isso, é preciso ficar atento ao modelo de tributação. Esse conhecimento é importante, pois é ele quem vai determinar a base dos impostos municipais, estaduais e federais.

Todas as empresas têm que pagar as taxas, por isso conhecer bem quais são elas e a situação do empreendimento é importante para saber qual escolher. No caso das empresas que usam cashback, como o valor é devolvido, esse tipo de benefício é visto como desconto. Dessa forma, ele não é considerado como uma receita e, por isso, não há tributação sobre o dinheiro que for recebido.

Quais as vantagens do cashback para as empresas?

Para as empresas que possuem parcerias com os sites de e-commerce, a principal vantagem é atrair novos clientes e, consequentemente, aumentar o número de vendas. Fazer compras online é uma questão de comodidade para os usuários. Agora, com o cashback, o processo também se tornou vantajoso para os compradores.

As parcerias são muito importantes, pois elas são uma forma de ter a sua marca promovida por um outro meio que vai além dos anúncios em sites ou o e-mail marketing. Quando os clientes realizam o cadastro nos sites de cashback, eles são direcionados para os sites de e-commerce e isso facilita o contato entre o cliente e o vendedor.

Além disso, ao realizar esse movimento, eles passam a confiar cada vez mais nas empresas e dar preferência a elas na hora de fazer as compras. Essa ação promove uma maior fidelização e satisfação dos clientes.

Para as empresas que oferecem viagens corporativas aos colaboradores, o cashback pode auxiliar na economia desses investimentos. Na etrip, que conta com o cashback como programa de recompensas, você pode adquirir passagens aéreas, reservas em hotéis, alugar carros e receber até 1,5% do valor gasto.

Quais as vantagens do cashback para os clientes?

O sistema de cashback oferece parte do dinheiro de volta aos clientes. Isso se torna um grande benefício, pois eles sabem exatamente o quanto receberão da compra feita. Os clientes sentem como se eles estivessem realmente levando vantagem sobre a compra, pois quando há a troca dos pontos por objetos é como se eles estivessem recebendo um brinde e, ainda, não precisam pagar taxas sobre o valor recebido.

Quando os clientes entram nos programas de fidelização, geralmente, eles recebem pontos para trocar em outros itens ou milhas. Já no cashback, eles recebem o dinheiro de volta diretamente em sua conta ou como forma de descontos para compras futuras. Para solicitar o dinheiro de volta é necessário que uma quantia determinada seja feita, assim, é preciso realizar um número de compras para receber o dinheiro. Isso não influencia no imposto de renda dos clientes.

Quais as diferenças entre o cashback e o sistema de pontos?

No sistema de pontos, ao realizar compras online, os clientes recebem uma pontuação que, ao ser acumulada, lhes permite trocar em produtos ou passagens aéreas — através de milhas. No entanto, eles oferecem desvantagens em relação ao cashback.

Os clientes, ao realizar as compras, não sabem qual o valor dos pontos que receberão. Dessa forma, é necessário acumular diversos pontos para realizar a troca por um produto ou serviço que realmente compense. Isso pode levar à desistência dos usuários, pois trata-se de um processo muito trabalhoso e demorado.

A troca dos pontos não pode ser feito para qualquer coisa que o cliente desejar, ficando, dessa forma, restrita apenas a determinados produtos e serviços específicos. Em muitos casos, o que o cliente deseja pode não estar mais disponível. A troca dos pontos é muito burocrática, o que gera muito transtorno para o comprador, fazendo com que ele desista de realizar a troca. O cliente também pode acabar fazendo a troca dos pontos por algo que ele não deseja, apenas com o intuito de não perder esse benefício.

O cashback veio como a forma de eliminar as desvantagens associadas aos pontos. Ao receber o dinheiro de volta, o cliente sente como se estivesse recebendo uma recompensa e que está ganhando em cima das compras feitas. Dessa forma, o cashback é muito mais útil e vantajoso para os clientes, pois ao receber o dinheiro de volta eles podem dar o destino que preferirem à devolução.

Este sistema se mostra uma opção melhor que a oferecida pelos programas de milhas aéreas. Pois ao realizar a parceria com empresas que promovem viagens corporativas, essa recompensa pode ser transformada em descontos em hotéis ou passagens. As milhas possuem problemas associados à necessidade de um grande acúmulo de pontos, burocracia na realização das trocas e pouca visibilidade do cliente de que ele está recebendo uma vantagem. Nessa perspectiva, esse programa se mostra menos vantajoso do que o cashback.

Para receber o dinheiro de volta, não é preciso acumular um valor muito alto e ele pode ser revertido na compra de produtos ou na contratação de um serviço. O resgate do dinheiro se mostra mais fácil do que a troca em produtos predeterminados.

Gostou do nosso texto? Ficou interessado em saber como ele pode se aplicar à sua empresa? Então, entre em contato conosco e saiba como você pode adotar este sistema de benefícios em seu negócio para ter clientes cada vez mais satisfeitos!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *