Seguro viagem: razões para incluir no orçamento e economizar - e-trip

O seguro viagem é componente vital de qualquer planejamento de viagens corporativas

 

Ou, pelo menos, deveria ser, uma vez que imprevistos podem acontecer quando menos se espera.Além de auxiliar na segurança do viajante, o seguro viagem também pode atuar como um excelente recurso na redução das despesas diante de circunstâncias inesperadas, como mostra a reportagem da Viagem & Turismo. Se colocados na balança, os custos associados a tratamentos médicos internacionais ou um extravio de bagagem durante uma viagem de negócios podem ser exorbitantes e inchar o seu planejamento financeiro consideravelmente.

Quer entender melhor sobre coberturas e como as agências de viagem corporativas podem te auxiliar a economizar no seu orçamento? Continue lendo!

Segurança com economia

Pode soar redundante afirmar que a prioridade de um seguro de viagem é a segurança dos viajantes, sejam nacionais ou internacionais. Mas quem depende da ponte aérea para visitar clientes e fechar negócios está sujeito a uma série de situações que fogem ao controle das empresas e, claro, do orçamento de viagens. Alguns dos imprevistos podem incorrer em:

1. Acidentes

Da mesma maneira que é comum ouvir relatos de pessoas que se acidentaram durante uma viagem de férias, tal imprevisto não está fora de cogitação em uma viagem corporativa. O seguro de viagem está apto a cobrir despesas médicas e hospitalares ocorridas em território estrangeiro ou até mesmo nacional.

2. Extravio ou perda de bagagem

Imagine ter que dispor de verba para comprar roupas novas de última hora pois a bagagem não chegou a tempo de uma reunião? Hoje, a maior parte dos seguros de viagem cobre perda, extravio ou danos nas bagagens, o que é especialmente importante se os seus colaboradores viajam com itens valiosos como tablets, notebooks ou celulares com informação crítica e sensível.

3. Atrasos e cancelamentos

Se o seu negócio emprega pessoas que trabalham viajando, é importante proteger a sua empresa dos custos associados com viagens de emergência. Isso inclui circunstâncias como voos cancelados, atrasos e outros gastos associados.

4. Eventos políticos e desastres naturais

Agitações políticas e sociais ou até mesmo risco de ataques terroristas podem ser um risco para quem viaja para determinadas partes do mundo, bem como intempéries e desastres naturais. Muitas apólices cobrem evacuações ou acomodações de emergência, custos médicos e outras despesas do segurado.

Obrigatoriedade do seguro viagem

Em viagens internacionais, muitos lugares exigem o seguro e apólices com um valor mínimo em euros ou dólares, como é o caso da Europa, onde o mesmo é regulado pelo Tratado de Schengen. Dentre esses países que exigem um valor mínimo para seguros e apólices, estão:

  • Alemanha;
  • Áustria;
  • Bélgica;
  • Dinamarca;
  • Eslováquia;
  • Eslovênia;
  • Espanha;
  • Estônia;
  • Finlândia;
  • França;
  • Grécia;
  • Holanda;
  • Hungria;
  • Itália;
  • Irlanda;
  • Islândia;
  • Letônia;
  • Lituânia;
  • Luxemburgo;
  • Malta;
  • Noruega;
  • Polônia;
  • Portugal;
  • Reino Unido;
  • República Tcheca;
  • Romênia;
  • Suécia;
  • Suíça;
  • Cuba;
  • Emirados Árabes Unidos;
  • Qatar;
  • Turquia.

Outras nações, como os Estados Unidos, não demandam tal securidade. No entanto, isso a torna ainda mais essencial, visto que os serviços médicos norte-americanos são muito caros (média per capita de US$63 mil em 2013) e podem entrar em conflito com a sua política corporativa de viagens.

Uma outra dúvida recorrente na contratação dos seguros é com relação ao uso do mesmo dentro do próprio país. A não ser que os colaboradores já estejam segurados por um plano de saúde de abrangência nacional e que cubra acidentes neste âmbito, a falta de um seguro viagem pode até mesmo prejudicar a empresa, já que ela é legalmente responsável pelos funcionários durante viagens corporativas. Sendo assim, é sempre bom se resguardar solicitando o seguro viagem mesmo para trajetos domésticos.

Coberturas: o que você precisa saber

Na hora de escolher o melhor seguro viagem, além de valores, uma grande dúvida é: o que está incluído na cobertura das apólices?

Antes disso, é preciso lembrar a diferença entre seguro viagem e assistência de viagem. Atualmente, a maior parte das empresas e agências credenciadas trabalha com um produto híbrido, que combina seguro (modalidade em que o segurado tem as despesas reembolsadas) e assistência (na qual a seguradora atua como mediadora, encaminhando o viajante para um determinado serviço). Portanto, o primeiro passo é se certificar sobre o escopo do produto desejado. Este último também pode variar de acordo com a seguradora e o tipo de plano.

A maior parte dos seguros viagem cobre:

  • Assistência médica durante a viagem;
  • Assistência para outros imprevistos médicos (tratamento odontológico, farmacêutico e fisioterapia, por exemplo);
  • Acidentes pessoais;
  • Extravio de bagagens.

Empresas de maior porte ou com viajantes frequentes podem contratar um plano anual ou por um período específico e economizar ainda mais. Nesse casos, o seguro também pode incluir:

  • Cobertura para práticas esportiva e lazer;
  • Internação hospitalar:
  • Translados de emergência;
  • Assistência jurídica;
  • Convalescença em hotel;
  • Interrupção de viagem;
  • Transmissão de mensagens urgentes;
  • Repatriação sanitária;
  • Repatriação por morte;
  • Acompanhamento de menor ou de idoso;
  • Acompanhamento familiar;
  • Translado executivo;
  • Gastos por atrasos ou cancelamentos de voo;
  • Seguro de vida por morte acidental;
  • Seguro por invalidez permanente.

Cobertura x investimento x utilização

O tipo de seguro contratado pode variar não somente em cobertura, mas também por conta de fatores como destino, tipo de transporte e objetivo da viagem. Normalmente, as empresas podem adquirir para seus executivos e gestores um seguro anual com possibilidade de múltiplas utilizações dentro do máximo de dias estipulado pela seguradora, modalidade que facilita viagens de emergência ou última hora.

Compre e organize suas viagens na etrip

Especialmente desenhada para pequenas e médias empresas, a etrip é uma agência de viagens online que oferece benefícios e economia que antes só eram oferecidos a empresas com grande volume de viagens. Solicite uma demonstração!

Quer reduzir os custos de viagens da sua empresa? Baixe agora o e-book “As Vantagens de ter uma Agência Online para Viagens a Negócio”!

Seguro viagem